Cropped em Tricô - Mais um Projeto Finalizado

Quando demos início aos nossos encontrinhos de tricô - marcamos um dia na Novelaria para que a Francine e a Paula desvirtualizassem - e a partir dali decidimos que seria bacana fazermos encontros mensais ou quando desse.

E neste dia eu comecei meu segundo Cropped Boxy Tee, projeto da Francine (quem quiser é só entrar no Ravelry, aliás é um excelente lugar para comprar receitas). O primeiro não deu muito certo, eu era bem inexperiente no tricô e por essa razão decidi pedir ajuda a Paula e foi assim que aprendi a fazer a amostra, a escolher a agulha correta, e a treinar meus pontos.

Que charme ficou, eu gostei muito dessa receita e quem sabe não 
faço uma de algodão, para usar no verão.

Só que isso já faz mais de um ano. Eu saia do encontro e treinava em casa, fiz isso alguns dias, mas logo entrei no curso de tricô com a Cris e a Tainá, me envolvi em outros projetos, como a top down da Nat Petry, e acabei deixando esse tricô para fazer apenas nos encontrinhos. E por isso ele levou tanto tempo para ser terminado.

O modelo dela é bem curtinho mesmo, vai ficar bem legal colocando 
uma camisa por baixo, mas com esse calor não tive como montar um look.

Em janeiro decidi que não voltaria aos nossos encontros com essa peça, que eu terminaria de qualquer jeito. E assim foi, as vezes é importante por metas, enquanto eu não terminasse esse cropped não começaria nada de tricô. Mas comecei o xale inspiração da Íris - hahaha, não mudamos nunca - mas eu não tinha agulha grande para usar nele, e foi mais uma motivação para que eu finalizasse essa peça primeiro.

Já na parte dos acabamentos, eu não peguei a receita e acabei esquecendo que era preciso levantar os pontos das mangas antes de começar as costuras laterais. E quando me dei conta não consegui desmanchar. Tentei de todas as formas, até estraguei a barra, e no final decidi passar a tesoura mesmo. Até comentei no instagram que já vi as gringas fazendo peças de jacquard e cortando no centro para fazer uma blusa aberta. 

Não tinha outra opção. E no final de certo. Precisei refazer a barra e costurei a lateral cortada. Por dentro não ficou um acabamento muito bom, mas pelo direito não tem nada de errado. Aprendam comigo, sem preguiça na hora de fazer as pelas e manter a receita sempre por perto.

Ufa! Agora além do xale, estou louca para começar uma nova peça, usando os fios que mostrei neste post aqui.

Você tem alguma aventura no mundo do tricô? Do crochê? Me conta?


Comentários

Postagens mais visitadas