Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2018

Encontros e Tricô... Tarde Gostosa na Novelaria

Olá, Como é bom sair da rotina e fazer o que gosta, encontrar amigos, não é mesmo? Quem trabalha em casa sabe bem do que estou falando. Hoje em dia o virtual está muito presente, mas dar aquele abraço, comer um bolo caseiro, num lugar lindo e aconchegante...não tem preço! Em outubro faz um ano que começamos nossos encontrinhos de tricô na Novelaria . E como passou rápido! E nestes 11 meses como evolui nessa técnica. Não produzi muitas peças, aliás sou bem tranquila para fazer, mas o crescimento pessoal foi imenso. Sentadinha na Novelaria com a regata, arrematando meu  pullover de jacquard. Logo mais tem post sobre ele. Agradeço sempre a oportunidade que o "ato de fazer a mão" me trouxe. São anos de aprendizado, aprimoramento, descobertas e muitas amizades! Sexta voltamos a Novelaria. A turma cresceu bastante. Mas nem sempre conseguimos reunir todas, mas é sempre divertido. Aproveitei o dia para tirar as últimas dúvidas com a Paula - terminei o pullover de jacqu

Tricotin, I-cord ou Rabo de Gato - Testando teares

Olá, Essa mania de rabo de gato pegou mesmo. Eu tive meu primeiro contato numa feira em 2016. A Cris Torchia foi a professora, e gostei muito da técnica, do tear caseiro feito com pregos...contei aqui . Neste ano mesmo eu presenteei meus familiares no natal com palavras feitas com rabo de gato , ensinei minha mãe e trabalhamos muito produzindo os fios, foi muito divertido fazer. Meu primeiro tear. Gosto muito dele, acho prático e fácil de fazer. Ano passado na Mega Artesanal comprei um tear diferente, com abertura menor e para ser sincera, não gostei muito. Acho mais complicado de usar, o fio não passa direito com a agulha que veio com ele, foi preciso usar a de crochê, mas mesmo assim não me adaptei. Então deixei de lado. Esse eu não me adaptei, prefiro os preguinhos ao invés desses ganchos. Semana passada aproveitei uma tarde de sexta e fui fazer uma aula com a Clarice do Cacarecos Craft. Durante a aula pude ter contato com outros teares, e aprender a fazer o rabo de

O Que Tem na Sua Agulha?

Olá, Acho que todo mundo tem algum projeto em andamento. No meu caso específico estou falando de crochê e tricô, mas pode ser de costura, de culinária, de bordado, de marcenaria, de leitura... Em abril comecei um curso de tricô e crochê intermediário, e o projeto que decidi fazer foi uma blusa maravilhosa de jacquard - projeto da minha amiga linda Paula Pereira - e desde então tenho evitado começar novos. Mas eu já tinha alguns em andamento. O ideal seria terminar todos eles antes, mas quem disse que a gente consegue? Eu pelo menos não! Estou terminando a barra. Falta fazer os arremates e costurar uma  das mangas e pronto! Não vejo a hora Como já estou quase no fim do pullover de jacquard...comecei um casaco de crochê. Eu já havia comprado uns novelos de Lollypull para testar e como fiz o curso de modelagem de crochê com a Marie, a ideia era unir os dois. Pensei muito se valeria a pena mexer nisso agora, já que nosso inverno está quase no fim...mas fiquei com vontade de

Você Usa as Peças que Produz?

Olá, Estava pensando estes dias pós Mega sobre a nossa relação com as roupas/acessórios feitos a mão. Quando a gente vai a algum evento relacionado ao artesanal, como uma feira por exemplo, imediatamente pensamos em nos vestir com peças de crochê/tricô, colocar detalhe no cabelo, colar, brinco, cinto...qualquer coisa que foi feita artesanalmente por nós mesmos. Chegando a feira eu estava com um gorro feito de tricô, o colar de fio de malha, e a blusa com estampa de crochê/tricô, tudo feito por mim. E ainda usei o colete de crochê feito pela minha mãe. Vocês concordam comigo? Acho que sim, pois vi muitas pessoas/caravanas exibindo - no bom sentindo - suas peças artesanais. Eu mesma corri para fazer um colar de fio de malha e poder desfilar feliz e dizer que eu havia feito. Mas no dia a dia, será que usamos as nossas criações? Eu tenho usado muito as roupas que costuro, inclusive tem algumas que saem do corpo vão para a máquina e já voltam para serem usadas novamente. As pe

Maxi Crochê com a Mari - Pra Gente Miúda

Olá, As semanas antes e pós Mega Artesanal foram muito intensas. Pela primeira vez muitas crocheteiras queridas estiveram reunidas aqui em São Paulo, e não faltou oportunidade de fazer um curso com elas. Self com a querida Mari.  Eu escolhi o curso de capa de almofada em maxi crochê com a Mari na Zôdio. O espaço é muito aconchegante, inspirador, e a professora, uma querida, cheia de energia e disposição para ensinar. Não sou muito familiarizada com as agulhas grandes e com os pontos alongados, e justamente por isso quis aprender mais com a Mari, que para mim é um dos principais nomes do maxi crochê atualmente. Fiz uma almofada com capa rosa para destacar o cinza, acho que  fica moderno e divertido. A sala estava lotada e cheia de gente famosa no mundo do crochê. Teve Andreia Passote que dá aulas on line de bolsas (APassote), a Fla que vende as bases para bolsas de fio de malha (A Tia da Tutu), a Ludimila (Daludi Handmade) que arrasa no crochê lá no Pará. Foi muito i

Mega Encontro na Mega Artesanal

Olá, Estou sumida daqui, né? Fiquei devendo dois posts, mas infelizmente não deu, os preparativos da Mega e outros contratempos ocuparam meu tempo. Registro das meninas do Crochê Day, que fez sua apresentação durante o encontro da Mega. E agora estou de volta! E para falar deste super evento que o Crochê de Todas organizou, junto com o Elo7 na Mega Artesanal, no último sábado. Juro que pensei muito se iria a feira num sábado. Mas ainda bem que mudei de ideia, foi o melhor encontro de todos os tempos. Tivemos vários encontros no stand da Elo7. Este foi o anúncio do Crochê Day (dá uma olhada no perfil das meninas) e todo mundo com a camiseta do Crochê de Todas, que preparou um kit com camiseta, ecobag, colar e mais uns mimos. Imagina você andando pelo seu instagram? Ouvi alguém usando essa analogia e achei perfeita. Em cada corredor da feira eu cruzava com uma crocheteira, uma personalidade que amo seguir nas redes sociais. Desvirtualizei muitas amizades, fiz outras e rev