The Book Made - O Primeiro Livro de Amigurumi Brasileiro

Com muita alegria venho falar de mais um livro - vocês sabem que sou a louca dos livros; mas não é um simples livro. É o livro primeiro livro de amigurumi brasileiro, o The Book Made da Dani Dalledone. E foi muito esperado por mim.

Amor que fala? Fiquei muito encantada com o resultado.

Sou super fã da Dani, já fiz aulas com ela, mas antes mesmo de conseguir encontrá-la pessoalmente, eu ficava ligada nos stories, nas lives, nos posts e sempre aprendia alguma coisa. Além de ser muito talentosa, ela é autêntica, diz o que pensa, agrade a todos ou não, e isso para mim é uma qualidade muito importante.

                  
Embalagem de plástico personalizada, e minha cara feliz 
assim que recebi meu livro, foi antes do Natal, melhor presente!

As receitas que a Dani cria não são vendidas, é preciso fazer aulas presenciais com ela. Tem material gratuito no blog/youtube, tiveram aulas na Eduk também e isso facilitou um pouco para quem não consegue ir com frequência a Curitiba. Ter um livro com várias receitas era muito aguardado pelas crocheteiras. Foi um financiamento coletivo - já participei de alguns - e em poucos meses o livro ficou pronto. Tenho certeza que foi o mais rápido de todos que participei. Teve envolvimento de muitas pessoas para que tudo desse certo antes da mudança para Portugal. Pois é, agora ficou ainda mais distante as aulas da Dani, mas para compensar temos um lindo livro que vou usar com moderação.

Fiz um post no instagram com o andamento do trabalho: o livro, o marca 
páginas com imã - muito útil, e o saquinho que comprei para 
organizar as partes que ainda serão costuradas.

Quando recebi o meu, que aliás estava super bem embalado, não tive tempo de fazer nenhum bichinho. E demorou um pouco para que eu conseguisse fazer, mas num domingo a tarde - com vizinhos ouvindo música alta, decide começar para me distrair e não ficar chateada com o barulho.

Antes mesmo de ter o livro em mãos já tinha decidido qual seria o primeiro boneco que faria. O escolhido foi o Yvo, um Yeti friorento, além de ser muito fofo, tem o nome do meu pai Ivo e queria muito homenageá-lo.

Encantada, todos os ângulos são lindos.

Demorei algumas semanas para finalizar, vou intercalando com meu trabalho, com outros projetos, gosto assim, de fazer com calma como o fazer a mão pede. E ficou muito lindo!

Quero agradecer a Dani pelo capricho e carinho com que ela fez o livro, e se você nunca pensou em fazer um amigurumi, chegou a hora. Vale experimentar! O livro tem bastante fotos e todo o passo a passo para você conseguir fazer o seu primeiro. E mesmo que você não faça crochê, o livro é lindo e muito inspirador. 


Comentários

Postagens mais visitadas