Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

Comprinhas, Bazar, Projetinhos...Tudo Que Adoro!

Fim de semana passado foi de bazar Ògente . Na verdade aconteceram vários bazares no mesmo finde, mas como não pude ir a todos, escolhi o Ógente que é meu favorito, vou desde que entrei neste mundo craft e nunca me arrependo. Conheci muita gente bacana, fiz amizades, comprei coisas fofas, ou seja, super vale a pena. Sempre começo a visita pelo Armarinho Vintage do Superziper. Adoro os aviamentos garimpados nos armarinhos da época da Vovó, e a certeza de sair com itens indispensáveis para minhas costurices me fazem ser fã número 1 das meninas. O bacana desta edição foi o kit para encapar um cabide de madeira . Numa folguinha na segunda eu fiz. Adoro esses projetinhos para desestressar. Comprinhas no Armarinho Vintage do Superziper. Kit para encapar cabide, botões, fitas, e os lindos carretéis de madeira. No canto superior direito um coração para a sobrinha, que já deu os primeiros passos na costura, usando agulha de plástico. Cabide finalizado. Super fácil de fazer.

Felicidade nas Pequenas Coisas

Sempre que tenho uma lista de materiais em mãos para comprar pareço uma criança feliz com o brinquedo novo. Há uns 20 dias comecei um curso de Block Printed no Sesc Pompéia , e logo na primeira aula, quando os professores comentaram sobre o conteúdo e nos deram a lista de materiais necessários, comecei a lembrar do primeiro curso de desenho que fiz. Isso faz bastante tempo, eu tinha 17 anos mais ou menos. Nesta fase da vida ficamos indecisos com o caminho profissional a seguir, é um tal de teste vocacional daqui, feiras de estudantes dali, tudo para tentar clarear os pensamentos e chegar numa escolha acertada. E numa destas palestras, conheci um professor de desenho; arquiteto formado, e que me direcionou a seguir a mesma carreira que a dele. Acredito que poucos saibam, mas quando escolhemos fazer vestibular para arquitetura é preciso fazer um teste de desenho além das provas normais. E eu que já amava os lápis de cor, me vi interessada em aprimorar o que sabia e parti para o curso

Decalque na Madeira

Vocês já viram madeiras estampadas com imagens? Andei pesquisando e vi muita coisa bacana, mas nem todas são tão fáceis assim, é preciso de materiais específicos. Eu queria algo bem fácil e acabei juntando um pouco daqui outro dali e criei o meu passo a passo. Vamos ver: Você vai precisar de madeira, papel manteiga (usado na cozinha), imagem para ser impressa, fita adesiva, cartão para pressionar e só. Depois de selecionar a madeira, que pode ser um pedaço, uma caixa, uma gaveta, o que você quiser (quanto mais clara for, melhor fica o resultado), precisa definir a imagem. Eu escolhi o meu logo. Você precisa escurecer a imagem e inverter, já que a impressão será feita pelo avesso. Esse processo pode ser feito em vários programas, eu usei o Corel Draw. Recorte o papel manteiga no tamanho A4, ou seja, na folha de sulfite. Cole as laterais do manteiga ao sulfite para facilitar a passagem da folha pela impressora. Usei a cola bastão que sai facilmente. Importante, imprima em boa qu

Feira, Estamparia, Modelagem...

Definitivamente o ano começou para mim. Além dos projetos de arquitetura que estou fazendo, a mudança de nome e na organização do blog estão nas tarefas diárias. Comecei mais dois cursos muito desejados, o block printed - estamparia e o de modelagem de blusas. Conforme for evoluindo, vou mostrando aqui, mas posso adiantar que estou no caminho certo. Muito bom quando fazemos o que mais gostamos e disso não abro mão. A semana passada foi bem corrida. Aproveitei para visitar a Brazil Patchwork Show e fazer umas comprinhas. Com o passar dos anos, venho diminuindo as compras, tento ser bem contida, afinal a gente ama uns tecidos e outras coisinhas mais... Espaço piquenique muito criativo da Lu Gastal e Rita Paiva - Make (na kombi com a Katia Linden no volante), as Fridas e muitos outros personagens da Katia Callaça. Projetinhos  que comprei, tecidos japoneses, dedal de silicone (quem borda sabe que é muito útil) e uma faixa para fazer coque, depois eu mostro no cabelo. Sábado foi m

Parklets, Você Conhece?

Como parte do processo de reformulação do blog agora as postagens serão mais diversificadas, não ficarei apenas nas minhas criações; vou procurar falar um pouco mais dos lugares onde as pessoas vivem, de sustentabilidade, afinal sou arquiteta e urbanista e isso também me move, mas sem deixar as costurices de fora. Foto Que tal começar pelos Parklets? Você sabe o que são? Acredito que já tenha cruzado com algum pelo caminho, mas talvez não o conheça por esse nome. São espaços de lazer e bem estar temporários, criados em vagas de rua destinadas aos carros. Ou seja, numa rua onde anteriormente dois carros ficavam estacionados o dia inteiro, agora o pedestre e o ciclista farão proveito dela. Seja descansando após o almoço nas mesas e bancos, estacionando as bikes, carregando os celular através da energia solar. Eles proporcionam o encontro das pessoas sem precisar consumir diretamente alguma coisa. E não necessariamente eles devem ficar em estacionamentos, existe a legislação esp

Paixão Pelo Sesc Pompéia

Hoje vim contar um pouco sobre a minha paixão pelo Sesc Pompéia, aqui em São Paulo. Os Sescs são espaços voltados ao bem-estar dos comerciários e seus familiares. Mas a sociedade em geral, pode participar como eu, que não tenho nenhum vínculo com o comércio.  foto da rua central e os galpões laterais. Posso falar com mais propriedade desta unidade em especial, a da Pompéia , um bairro muito simpático da zona Oeste da cidade e onde passei um bom período da minha infância e adolescência na casa de uma tia. O espaço era uma antiga fábrica, e com o projeto da arquiteta Lina Bo Bardi se transformou numa das áreas de cultura e lazer mais frequentadas da cidade. Ela manteve a característica original da fábrica, com uma rua central e galpões laterais, divididos atualmente entre lanchonete, restaurante, biblioteca, espaço de convivência, teatro, oficinas de criatividade, entre outros. O bloco que compreende as quadras esportivas e piscina foi construído a parte, "convivendo" p

A Chita É Chique?

Para inaugurar essa nova etapa do blog, nada melhor que começar com um post bem colorido e cheio de histórias. Quem não conhece a chita, não é mesmo? Esse tecido mega colorido que era considerado de baixa qualidade, e agora começa a ganhar novos ares e novos lares também. Digo era, porque numa pesquisa rápida, descobri que tem estilista produzindo peças incríveis com ela, vem comigo. Quem me conhece um pouco mais sabe que adoro livros, e sempre dou uma olhadinha nas livrarias para conhecer as novidades. Numa destas, encontrei esse daqui: Uma Festa de Cores Memórias de um Tecido Brasileiro, que logo me chamou a atenção pelas cores. Ele conta a trajetória da chita no Brasil e como aqui se fez presente em muitos lares brasileiros. Os desenhos (ou melhor, colagens) são de Anna Gobel, com textos de Ronaldo Fraga. Não tive dúvida, comprei na hora! "Estampas falam, cores suspiram...mas só a chita canta e dança." Algumas páginas do livro, as imagens foram feitas com pedaç

Novidades

Olá, Começo a semana com uma novidade. Eu Mesma Fiz vai deixando de existir para dar lugar a uma nova identidade: Arthé. Mas porque essa mudança depois de quase 3 anos da sua criação? Pois é, eu explico. Quando comecei a costurar senti a necessidade de mostrar para as pessoas as peças que fazia. Minha felicidade era tão grande que não conseguia guardar para mim, precisa divulgar. E criei este blog com essa intenção. O nome veio forma despretensiosa, já que sempre respondia a pergunta: - Ah, que linda bolsa! Quem fez? - Eu mesma fiz! E assim foi. O tempo passou, o blog cresceu e a proposta mudou. Além de mostrar as peças que costuro, o blog tem a intenção de informar sobre cursos, exposições, feiras e eventos relacionados ao mundo craft. O faça você mesmo também está presente e vai passar a ser mais frequente. E por falar em frequência, estou postando pelo menos duas vezes por semana já há algum tempo. Antes este espaço ficava parado por meses. Mas estou me programando, já que n

Um Domingo no Museu

Este foi o último fim de semana da 5ª Mostra Jovens Designers no Museu da Casa Brasileira. Como o próprio nome diz, a mostra expõe trabalhos de estudantes de vários estados, e inclusive alguns já receberam premiações de outras instituições. O incentivo as novas gerações sempre é bem vindo. Visão geral. Gosto muito desse tipo de separação que permite a visão, mas não a passagem . Estes são alguns modelos que selecionei, todos relacionados com móveis. Primeiro o mancebo com prateleiras e cabides, achei bem funcional. Segundo, os gaveteiros que podem virar aparador, colocar espelho, tudo somente com encaixe de peças. Depois os módulos que podem ser unidos na horizontal e na vertical, de acordo com a necessidade, bem interessante. E pra finalizar essas banquetas que viram uma mesa baixinha, como os orientais tem costume de se sentar no chão e os ambientes são pequenos, ajuda muito na otimização dos espaços. Mas a mostra não vive só de móveis, não, encontrei muita coisa rela