Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Tricô...Minha Primeira Blusa

Olá, Minha primeira blusa de tricô daria um livro, e não estou exagerando não. Quando via minha mãe fazendo roupas de tricô e crochê eu pensava que jamais tentaria, por achar muito demorado, as carreiras repetitivas, ou seja maçante demais. Mas eu estava enganada. Estou me dedicando ao crochê desde janeiro, e o tricô também estava nos planos. Vejo muitas amigas tricotando por aí, e me animei a encarar novamente as agulhas. Comecei com um gorro com agulha circular . Foi bem rapidinho este projeto e ficou ótimo. Sigo a Vivi Basile , e acompanhei todo o processo de aprendizado dela, e a vi fazendo uma blusa projeto da Francine, minha professora de modelagem. Conversamos um pouco sobre, achei que seria essa a hora de encarar um projeto de roupa. E assim fui eu. Não tem como usar a blusa nestes dias quentes que tem feito aqui. Mas já deu pra perceber que ela ficou bem larga, mas os pontos estão bem feitos e a gola ficou certinha...já a barra! rs Comprei o projeto da cropped e li

O Que Andei Costurando...Calça Anna

Olá, Recentemente fiz mais uma calça Anna pra mim, a minha primeira já apareceu muitas vezes - porque eu uso mesmo as minhas peças - e já estava na hora de fazer outra. Confesso que quando fiz o curso de modelagem com a Francine , criei um modelo super prático, com elástico na cintura e eu gostei tanto que já reproduzi pelo menos 4 vezes, com algumas alterações nos bolsos, nas cores e tecidos, mas a modelagem é a mesma. E ainda fiz dois shorts com o mesmo molde. Ou seja, super aprovado.    Super confortável, esse modelo é sucesso sempre. Look de fim de semana de inverno. A calça é super versátil, dá usar com tênis, bem casual.    Este tecido não é fotogênico, mas dá pra ver os acabamentos, fiz o cós a mão com costura invisível, as costuras internas estão com zigue zague, detalhes que fazem a diferença. Essa calça é muito linda. No curso a Fran ensina como fazer todos os acabamentos, tem até vista do zíper, luxo total. Por isso que eu acabo ficando com preg

O Que Andei Costurando...Cartucheira

Olá, Nem só de crochê vive este blog. Andei costurando sim, bem menos mas fiz algumas coisinhas. Quando soube que participaria da Mega Artesanal , quis fazer uma cartucheira para deixar o celular, dinheiro e outras coisas à mão. Pois quem participa de uma feira, sabe que nem sempre conseguimos ter acesso fácil a nossa bolsa, e os bolsos da calça não cabem todas as coisas.    A foto ficou meio torta, mas dá pra ver como ficou no corpo. Botões na frente e elástico atrás. Dei uma olhada no Pinterest, pesquisei alguns modelos e criei o meu próprio. São quatro bolsos sendo dois de cada lado. Na esquerda fiz um bolsinho pequeno com aba e outro aberto. Na direita fiz um bolso maior para colocar o celular e um embutido, com zíper para deixar documento, dinheiro ou algo mais seguro. A junção dos bolsos foi feita com elástico. Foi uma idéia de última hora mas que deu super certo. Fiz o fechamento com botão forrado. Comprei na Daiso um kit para forrar botões em dois tamanhos diferentes

O Que Andei Crochetando...Pepita, a Hipopótamo

Olá, E o crochê me pegou de jeito e não consigo mais largar! Demorei para engatar os projetos, mas agora estão fluindo super bem, e hoje venho mostrar mais uma novidade na loja , a Pepita. Pepita a pronta entrega na loja. Ficou muito fofa, e as crianças amam. Depois que fiz o curso da Dani, comecei a buscar receitas para encarar novos projetos, fiz a santinha, o elefante e encontrei essa hipopótamo linda, bem maior dos que eu costumo fazer, e fiquei encantada por ela. Na verdade o projeto é do casal, quem quiser o Pepito (a versão menino) basta me mandar um e-mail que farei com prazer. Aliás fazer com prazer é o principal. Estou bem feliz me redescobrindo como artesã e usando mais essa técnica, o crochê, além das costuras. Sentada na cadeirinha. Um charme essa Pepita. Estamos investindo na decoração de ambientes, desde quartos infantis a escritórios. Além das luminárias que já estão na loja , aguardem novidades com fios de malha. Logo teremos tapetes e cestos estrut

Um Pouco da Mega Artesanal

Olá, Muito se falou da Mega Artesanal nos últimos dias, e não é para menos. É um grande encontro craft, que vai além dos produtos oferecidos. Na correria não tirei foto da exposição das lindas de pijama, feito em parceria com o Vagner Carvalheiro e os tecidos Fernando Maluhy. Essa foto é da Lu. Neste ano tive oportunidade de trabalhar na feira junto com a equipe Lu Gastal , e foi incrível. Primeiro que a Lu é uma pessoa muito criativa. E através dela pude conhecer mulheres empreendedoras, divertidas e inteligentes. Amei a nossa equipe. Foi demais! Foto Lugastal Como estava trabalhando não pude visitar todos os espaços, mas fiz uma pré seleção de alguns, segui dicas das redes sociais e das minhas colegas de feira. Então vamos a eles: A costura ainda é o meu artesanato favorito, mas estou me dedicando ao crochê (paixão antiga) e quero evoluir muito ainda. Por isso uma visita a Círculo estava nos meus planos. O espaço deles estava muito bonito, cheio de professores tale

Um Desenho Por Dia

Olá, No final do ano passado fiz o meu planejamento para o ano de 2017  e inclui alguns desejos, como fazer amigurumis , retomar o tricô , costurar mais roupas para mim , me dedicar a estamparia manual e voltar a desenhar. Sim, sempre amei fazer desenhos. Durante minha infância e adolescência foi minha principal diversão. Durante os primeiros anos da faculdade desenhei muito a mão, mas depois de me formar e entrar no mercado de trabalho, acabei deixando um pouco de lado. O tempo era curto e desenhamos muito no computador, e quase nada a mão. Escolhi este caderninho fofo para ser meu companheiro neste ano. A capa foi feita pelos meus queridos professores Benigna e Wagner. Desde 1º de janeiro deste ano, passei a fazer um desenho por dia em um caderninho selecionado para isto. E percebi o quanto está sendo difícil. Nem todos os dias tenho vontade de desenhar, e o resultado, acabava fazendo um qualquer, sem comprometimento. Muitas vezes deixei acumular vários dias sem fazer nad

Onde Busco Inspiração...Bazares e Feiras (Mega Artesanal)

Olá, Quem mais curte um bazar/feira? Eu adoro. É o momento de ver os produtos ao vivo, conversar com o artesão, se inspirar, conhecer gente, são tantos pontos positivos. Existem alguns mais famosos, já visitei muitos deles e agora separei uma listinha para quem quiser conhecer também: - Bazar Ógente - Foi o primeiro bazar que visitei lá trás, quando eu estava começando a costurar; já seguia as queridas do Superziper e foi através delas que o conheci pessoalmente. Desde então visito sempre. Acredito que o de Natal acaba sendo o maior e com mais variedades de artesãos, mas durante o ano tem algumas edições também.        Linhas de bordar Peruanas, tesourinha do Japão e cestinha do Brasil, minhas comprinhas feitas no Estúdio Fainhand durante o Bazar de dia das Mães. Ah, o colar de peixes (meu signo) de cerâmica (@florilegus), fiquei encantada.  - Bazar do Elo7 - Frequento sempre. Como o próprio nome diz, ele reúne artesãos que tem loja no portal deles e durante algumas v

Japan House - Exposições em SP

Olá, Dia destes precisei passar pela Av. Paulista e aproveitei para visitar a Japan House . Quem trabalha em casa sabe que nem sempre temos disposição para sair, e por isso que aproveito as idas ao médico, as saídas para compras de material para visitar exposições, feiras, conhecer lugares novos.          Alguns detalhes da fachada lateral e da escultura de madeira que envolve o prédio. A Japan House é um espaço para difundir a cultura japonesa. A idealização, projeto e construção é obra do governo japonês (em parceria com um escritório paulistano) e São Paulo foi uma das 3 cidades escolhidas, juntamente com Londres e Los Angeles; para acolher este espaço. E não tinha como não ser aqui em Sampa, temos a maior comunidade japonesa fora do Japão. Quem já ouviu falar do bairro da Liberdade? Encontramos inúmeras lojas, restaurantes, até a iluminação da rua nos remete aquele país. O projeto é do arquiteto japonês Kengo Kuma, e abriga salas de exposição, seminários, restaurante,

Tesoura da Minha Avó... Relíquias de Família

Olá, Quando minha Avó faleceu eu tinha 18 anos. Estava na loucura de cursinho, vestibular e fazendo inúmeras provas para entrar na faculdade. Os últimos momentos de vida dela foram aqui em casa, mas desde que me entendo por gente, ela já não estava bem mentalmente, não costura havia anos e mal sabia meu nome. Pena, perdi a oportunidade de trocar figurinhas sobre costurices com ela. Mas para falar a verdade, naquela época eu não me interessava por tecidos e máquina de costura. Gostava mesmo de desenhar e criar com as mãos. Por outro lado, presenciei tias e primas costurarem. Passei muito da minha infância na oficina de costura das minhas primas e mesmo sem saber absorvi muito daquele ambiente. Lembro até hoje como as coisas funcionam, o barulho das máquinas trabalhando e das tesouras... E por falar em tesoura, minha tia herdou a que minha Avó usava para costurar. Provavelmente a usou por muito tempo, e há alguns anos minha mãe a trouxe para casa. Isso porque minha tia também já