Aula de Tricô Com Cris Bertoluci e Tainá Denardi

Olá,

Minha aula de tricô terminou...Ah, que pena! Já fiz um post contando um pouco da minha experiência com o curso, se quiser ler tá aqui.

Logo no primeiro dia eu descobri que fazia meus pontos (tricô e meia) de forma "errada", e por isso a minha grande dificuldade de olhar para o trabalho e identificar qual ponto eu estava fazendo. Não sei se isso fica claro para quem já sabe fazer ou simplesmente não entende nada de tricô, mas conseguir fazer seus pontos tendo total consciência disso é fundamental.

A combinação de cores tem recebido muitos elogios, tentei buscar as que combinavam entre si, mas não eram muito comuns de serem usadas. E o jacquard é muito maravilhoso!

Primeira etapa vencida logo o início do curso. Apaguei da mente tudo que já havia feito de tricô até então e passei a fazer da forma correta. Foi difícil? Claro, mas não impossível e eu queria muito, então tudo certo.

A cada aula a gente aprendia novos pontos, e podia trazer um  projeto qualquer, onde a professora ajudaria com as dúvidas. Achei muito boa essa parte. Pensei em usar uma receita da Paula Pereira, minha amiga linda e divertida, que cria projetos para revistas gringas. Ela é a brasileira mais reconhecida no mundo do tricô fora do país.

Self com a criadora da receita: minha amiga Paula Pereira. Muito gostoso esses
 encontros na Novelaria.

Fui no Ravelry - site muito bacana de receitas de tricô e crochê - onde você encontra muito conteúdo grátis e pagos também, com preços super acessíveis. Projeto definido, fui atrás dos fios. Apesar da Cris ter me indicado alguns, decidi arriscar e usar o fio amigurumi para fazer o pullover de tricô.

O começo foi bem complexo para mim. Confesso que sem a Cris jamais teria conseguido fazer sozinha. Sou iniciante e decidi começar uma blusa com carreiras encurtadas, jacquard e ainda toda em inglês, com termos que não me são familiares. Segunda fase vencida, parti para o jacquard. Nesta altura já havíamos aprendido em curso como fazer e foi tranquilo, o maior problema é a demora. Precisa de muita atenção e qualquer pontinho errado bagunça todo o desenho.

Foram três meses de curso, com aulas uma vez por semana. Neste período trabalhei demais num projeto de arquitetura que estou desenvolvendo desde janeiro. Minha mãe teve alguns problemas de saúde e outros contratempos apareceram. E não pude me dedicar o tempo que gostaria ao tricô.

Como logo o curso chegaria ao final, decidi simplificar algumas partes do pullover, como por exemplo reduzir o jacquard das mangas. E por falar em mangas, elas eram feitas sem costura, com a técnica do laço mágico (magic looping). A Cris me explicou e comecei a fazer, o resultado não estava me agradando, nunca havia feito nada com o laço mágico e com certeza precisaria de mais treino para chegar a um bom trabalho. Decidi desmanchar por conta própria e fazer as mangas da maneira convencional. Foi ótimo, porque terminei e consegui aprender a fazer a costura, uma das minhas grandes dificuldades.

O curso terminou e já tenho as duas mangas prontas e costuradas. Agora vou finalizar o jacquard do corpo. Essa parte também fizemos uma mudança, não farei as carreiras encurtadas. Vai complicar muito e não terei mais o apoio da professora. Deixa para uma próxima oportunidade.

Assim que estiver pronta (não vejo a hora) vou fazer um post com mais detalhes. E decidi falar do crochê - aliás o curso tinha crochê também - em outro momento, já que o post ficou gigante.

Gostaram? Se animaram a fazer aulas de técnicas novas? Sou alucinada por cursos, ando na fase do tecer, seja tricô ou crochê...e tem me feito um bem danado. Experimenta!

Comentários

Postagens mais visitadas