Influências da Infância Dizem Muito Sobre Nós

Vocês já devem ter percebido que a grande maioria das minhas fotos de looks são tiradas com uma árvore ao fundo. O que talvez você não saiba, que é uma goiabeira - aqui chamamos de pé de goiaba. Uma das minhas frutas favoritas. Todo verão ela dá frutos em abundância e nos esbaldamos com essa maravilha rosada, saborosa e muito aromática. Fazemos geleias, compotas, sucos...eu prefiro comer a fruta, sempre!

Foto de 2017, com a árvore bem verdinha, 
quase na época de começar a colheita.


Será que as influências que sofremos 
na infância, refletem 
nossas escolhas na vida adulta? 

Comentei outro dia no meu instagram sobre o fato de que morar numa casa com vários ambientes na cor azul, tenha me direcionado a ter o azul como cor favorita. E o mesmo penso com relação a goiaba. Será que as influências que sofremos na infância, refletem nossas escolhas na vida adulta? Mesmo que seja inconsciente?

Piso vintage daqui de casa, bonito e azul!

  
Azulejos azuis em todos os lados, esse da esquerda é da cozinha e ao lado meu ateliê, ele era todo azul e eu transformei usando papel contact. Tem muito post da reforma do ateliê aqui.


Será que se eu não tivesse essa facilidade para comer a fruta tirada do pé, eu gostaria dela? Da mesma maneira tenho um pé de acerola, e já não gosto tanto da fruta. A goiabeira é antiga, aliás é o segundo pé que temos no mesmo quintal...tenho fotos de infância com ela ao fundo. A acerola mais recente.

     
Fotos de 2018, a árvore não está tão frondosa, no outono as folhas 
caem e ela fica bem "pelada". 
Reparem na cor azul, sempre tem uma peça de roupa no tom.

Foto tirada agora em 2019, ela está bem cheia, com os galhos quase 
encostando no chão. Época das goiabas aparecerem!
A saia, apesar de não aparecer, tem detalhes na cor azul!

Penso nas outras pessoas que moram e que moraram aqui conosco, meu pai, meu irmão, meus tios...eles gostam da fruta, mas ninguém ama como eu.

Talvez eu não consiga chegar a uma conclusão agora, mas o importante é lançar a discussão e que cada um possa refletir sobre seu entorno, seu mundo, sua criação e descobrir um pouco mais sobre nós mesmos. Tenho gostado de fazer esse processo de autoconhecimento.





Comentários

Postagens mais visitadas