quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Encontro com a Keli - My Love Familia

Olá,

Quem é do mundo das costuras, ou até mesmo gosta de cuidar da casa já ouviu falar na Karsten. Especializada em cama, mesa e banho, possui uma linha muito bacana de toalhas de mesa, toalhas de banho, lençóis, almofadas, entre outros. Mas não pára por ai, existem os tecidos para costura e a linha Ateliê, com toalhas para bordar, tecidos para patchwork...

Mesa linda preparada para nos receber

Não sou muito ligada ao cuidado da casa, mas desde que comecei a seguir alguns perfis no instagram mudei e hoje adoro uma mesa bonita não só para festas e datas especiais, mas para o dia a dia mesmo. A Keli do @mylovefamilia foi uma das grandes responsáveis por essa mudança. Já falei dela aqui, e que ainda não conhece eu super recomendo.

              
Keli dando aula e eu tietando 

O perfil dela é completo. Ela cozinha, faz bolos, doces, festas para os filhos de deixar qualquer profissional de queixo caído. Mima os professores com presentinhos, organiza a casa com o flylady, arruma a mesa bem bonita todos os dias, costura roupas para a filha, bonecas tilda, tem uma geladeira cor de rosa e ainda ensina tudo o que sabe, não tem outra igual, é uma querida. Mas tem muito mimimi também.

E apesar de morarmos na mesma cidade, nunca tive a oportunidade de conhecê-la. A Keli é avessa a encontros, mas desta vez a Lu do @lu_hojetemfesta organizou um evento, junto com a Karten e convidaram a Keli para dar uma aula.

O evento era gratuito mas precisava se inscrever com antecedência. No dia choveu muito e quase não fui, mas ainda bem que não desisti. Este encontro aconteceu na loja da Karsten do Belenzinho. Muito grande o espaço, tem tudo lá, vale a visita pois a loja é linda!

Cheguei em cima da hora. A Keli fez questão de cumprimentar todas e conversar com cada uma de nós. Muito simpática e atenciosa. Montaram uma mesa bonita, com tecidos Karsten e comidinhas também. A Keli ensinou a fazer um jogo americano.

Paninhos para fazer guardanapos. Eu fiz a barra e costurei uma rendinha. O liso eu carimbei uma frida, usando tinta de tecido, outra dica boa da Keli. Ficaram um charme, não?

No final teve sorteio, não ganhei. Mas pela participação trouxe para casa uma toalha de rosto bordada Sucesso, que é o que quero para este ano, e um pano de prato calendário, todos da Karsten. Havia algumas promoções e eu trouxe um kit com 16 paninhos de 30x30 compondo entre si para fazer guardanapos. Custou R$ 4,90 e as meninas ficaram alucinadas. Consegui pegar um kit, mas teve gente que saiu com vários e outras sem nenhum.

          
Toalha bordada e pano de prato.

Durante a semana a Keli deu dicas de como deixar os paninhos mais fofos e eu fiz nos meus. Adorei o resultado.

Fui para o encontrinho sem esperar muito e no final adorei tudo. Ando buscando outras inspirações, e sinto que estou no caminho certo.




segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O Que Andei Costurando... Bolsa A Tira Colo

Olá,

Que eu adoro bolsas de tecido todo mundo já sabe. Já era "freguesa" das lojas/artesãos da Praça Benedito Calixto, bem pertinho do antigo escritório em que eu trabalhava, e comprava muita coisa (tenho até hoje uma bolsa bem legal). Costurar minhas próprias bolsas? Nunca imaginei. Nem nos meus melhores sonhos... Até que aprendi a costurar. E ai minha amiga, não parei mais.

A frente e as costas da bolsa. Coloquei dois bolsinhos externos sem fechamento, acho bem prático.

Já foram tantos os modelos que costurei. Alguns foram projetos das aulas com a Eli (Rainhas da Costura), alguns comprados (bem poucos, não gosto muito) e a grande maioria projeto meu. Teve tecido colorido, estampado, florido...E agora estou voltando aos lisos e mais resistentes.

Organizando o armário, encontrei uma alça pronta, de uma bolsa antiga, e foi o ponto de partida para o meu próximo modelo. Comprei uma sarja verde, bem no tom da alça e agora era só desenvolver o projeto.

Fiz uma bolsa bem grande. Gosto de carregar tudo mesmo. Ando muito a pé e de transporte público, e é nestas horas que precisamos carregar a vida dentro dela. Gostei muito do resultado e tem sido a minha preferida.

Ela não é rígida, gosto de bolsa meio molenga... As alças são presas nas laterais com mosquetinho, fácil para lavar ou até mesmo trocar.

A alça a tira colo facilita muito, tem dois bolsos externos e três internos. Fechamento com zíper é bem importante para quem, como eu, anda de metrô lotado, evita alguns transtornos.

O que vocês estão costurando? Mais alguém ama bolsas?

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Dia de Craft Design

Olá,

Como trabalho em casa, aproveito a minha saída para fazer pelo menos duas visitas no mesmo dia. Facilita por já estar na rua e não dá aquela preguiça básica, que acredito acontece com todos que passam mais tempo em casa.

Sexta passada foi o dia escolhido para visitar a feira Craft Design e a exposição do Lívio Abramo. A feira já é velha conhecida, acontece algumas vezes no ano e é direcionada a lojistas principalmente, mas eu como sou arquiteta e alguns outros profissionais da área também conseguimos visitá-la.

A cada visita percebo como o meu foco muda. Desta vez fiquei mais atenta aos itens de casa, como tapetes, mantas, guardanapos, louças, revestimentos para paredes... E apesar de achar a feira pequena, selecionei alguns que mais me chamaram a atenção.

PLIC é um módulo de material leve, feito de bambu e autoadesivo para ser colado em paredes e onde sua criatividade mandar. Gostei muito da praticidade e por não fazer sujeira. Basta comprar o kit (existem alguns modelos coloridos ou natural) retirar a fita protetora e colar na cabeceira da cama, no hall de entrada, na sala...são infinitas as possibilidades. Caso precise recortar, dá para fazer com uma boa tesoura. Os preços são justos, e estou louca para indicar aos meus clientes.

Fiquei conversando e não fotografei o ambiente, mas deixei o link para quem quiser conhecer mais. Foto Mosartlab.


As mantas da Color Andina Food estavam lindas! Este eu fotografei, já que as cores me encantaram demais. Elas são feitas no Peru por artesãs locais, e as cores são todas orgânicas, retiradas da natureza. O processo de tingimento e a tecelagem dos tecidos são todos manuais. Apesar da empresa ser de comida, eles estão entrando no mercado com as mantas e tapetes e tenho certeza que será sucesso.

                  
Estandarte e passadeira feitos com as lãs das lhamas sem tingimento e ao lado as infinitas cores e modelos das mantas e tapetes belíssimos dos povos andinos.

Crochê está em alta mesmo. Vi muitas coisas lindas, e dou destaque para duas: Rendas do Amanhã , com bolsas, tapetes, almofadas e Agulha Mágica, com os pano de pratos decorados. Trabalhos diferentes mas muito coloridos, adorei!

 Bolsa colorida do Rendas do Amanhã. Foto: site


Saindo da feira fui até a Biblioteca Mário de Andrade para visitar a Exposição do Livio Abramo. Conheci o trabalho dele durante o curso de xilogravura. E a exposição vale a pena, não só pelo trabalho incrível dele, mas por estar na biblioteca, um dos prédios mais bonitos do centro de São Paulo. Fica até março e é grátis. Ah, e não pude fotografar, infelizmente.





segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O Que Andei Costurando...

Olá,

Comecei o ano costurando mais um short/bermuda para mim. Em 2016 as costurices de roupas renderam muito, e agora quero dar continuidade ao meu armário handmade.

Usei a mesma modelagem da calça, comentei sobre ela neste post aqui, e só aumentei um pouco nas pernas, para ficar mais confortável, mas preciso rever as medidas, meu corpo mudou um pouco nos últimos meses, desde que fiz o curso.

O tecido é batik num tom azul marinho, na foto a cor não fica muito boa.

Aproveitei o passeio no domingo de sol na Av. Paulista para estrear meu short. Essas fotos estão escuras, pois tirei na exposição do Abdias Nascimento, e a luz não favoreceu. Mas deu para ver o conforto que a peça proporciona, e isso pra mim é fundamental.

  
Tecidos africanos maravilhosos estavam por todos os lados, aproveitei para compor a foto. Deitada numa poltrona para confirmar o conforto da peça. Sucesso garantido, vou reproduzir sempre!

Os kits de bebês são muito bem aceitos e com certeza o maior número de encomendas que recebo se refere a eles. Acredito que o principal fator seja a pessoa poder escolher o nome da criança para ser bordado.

Kit de mini cestinha e porta fraldas bordado, um mimo só para o quartinho do bebê.

O verão aqui em São Paulo tem sido muito chuvoso, tivemos dias de sol e calor por volta dos 30°C, mas alguns dia mais frios também, onde cheguei a usar calças. Então a próxima peça será uma pantalona. Já tenho a modelagem pronta, mas será preciso ajustes...

O que vocês estão costurando?


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

DIY - Como Fazer um Baleiro Giratório

Olá,

Este ano estou com a criatividade aflorada, rs, e venho preparando várias coisas bacanas para compartilhar por aqui. E o primeiro vídeo do ano tinha que ser em grande estilo! Fiz um baleiro daqueles de antigamente - sempre vem a música na minha cabeça..."bala de leite kids, a melhor bala que há, bala de leite kids, quando o baleiro parar..." - usando os mesmos vidrinhos que já mostrei aqui (porta vela e alfineteiro). Os danados estão rendendo muito.

Baleiro cheio de... botões lindos!

O mais legal é que ele gira de verdade, ficando mais real ainda. Prepare os materiais e aperta o play!

Você vai precisar de:
- 6 vidros do mesmo tamanho com tampa;
- cola para vidro (usei a Fixtudo - Adespec);
- tinta spray
- potinho plástico
- parafuso (eu usei um que tinha em casa e precisei do apoio de porcas e EVAs para deixá-lo do tamanho necessário, mas você pode pesquisar um menor ou até mesmo não usar)


Links para comprar os parafusos:
http://www.savanaskateshop.com.br/p/parafusos-gc-featherlite
http://www.savanaskateshop.com.br/p/parafusos-presilha



Além de prático é super lindo para decorar sua casa, sua festa...o ateliê.

Espero que vocês tenham gostado e se inspirado. Eu inventei essa engenhoca para fazê-lo girar, mas quem tiver uma ideia melhor, compartilha comigo. Adoro descobrir novas possibilidades.