Semana Movimentada - Praia, Flores Secas, Livros e Portas

A semana passada começou com um bate e volta na praia. Precisavamos resolver algumas burocracias familiares, e saímos bem cedinho, antes do sol nascer. Foi gostoso aproveitar esse momento, acompanhar o dia nascendo, depois chegar na praia, por os pés na areia, sentir a água do mar...que saudade que eu estava!

De máscara na praia. Só senti a areia e a
 água por alguns minutos, e foi revigorante.

A obra segue a passos lentos, mas segue. Vamos reaproveitar algumas portas que estavam na casa. Elas estão boas e não tem necessidade de trocar por trocar. Aliás acho esse tema muito importante: usar o que temos para que novos produtos não precisem ser produzidos. 

 
Conforme as camadas de tinta foram, saindo a madeira foi aparecendo. Uma diferente da outra, é muito gostoso acompanhar esse processo e descobrir o que estava escondido. E é claro que deixarei na madeira natural, sem pintura.

Voltando as portas, elas tem pelo menos três camadas de tinta. Estou usando uma lixadeira e indo bem lentamente para não marcar a madeira. Existem produtos químicos que ajudam a soltar a tinta, usei um a base de gel, solta a tinta, mas ainda assim é preciso reaplicar e passar a espátula para tirar o que ficou. Assisti a alguns vídeos no youtube quem indicavam o soprador térmico, mas a tinta nem se mexeu, nem tudo é verdade...

Dormi pouco, sai alguns dias e isso mudou totalmente a rotina. Depois de tanto tempo em casa quando a gente precisa sair é um desafio. Acabei não assistindo nada de novo, continuo na quarta temporada de Vikings. Sigo lendo Dona Bárbara e estou gostando. É um romance que se passa na Venezuela. Conhecer os países através das obras escritas sobre seu povo, sua história, seus costumes, é do tipo de literatura que me agrada.

Procuro sempre ler dois livros ao mesmo tempo. E junto com este, leio A Arte de Escrever do Arthur Schopenhauer. Não cheguei na metade e já tiro boas lições, nunca fiz curso de escrita, não sou formada em letras, mas gosto de escrever. E a gente só aprende tentando, e buscando informações.

Algumas flores que sequei pra usar nas minhas fotos. Peguei no quintal de casa, parecia mato e fui observando melhor até encontrar potencial nelas.

Neste perfil os temas são bem variados, e quero deixar uma dica de um instagram de flores. Nos últimos tempos vejo grande parte das pessoas voltadas para a natureza, para decorar a casa com plantas, e por isso fui atrás de alguns perfis. Descobri a Roberta da Flori Estudio de Flores. Além fazer belos arranjos ainda dá boas dicas de como fazer flores secas em casa. E testei e gostei muito, além de lindas e duráveis, estão em alta. 



Comentários

Postagens mais visitadas