Pular para o conteúdo principal

Marcenaria, Cursos, Séries...Um Pouco da Semana

Comecei a detalhar a marcenaria da casa, e primeiro preciso de uma porta para o banheiro da suíte casal. Como ela ficará camuflada entre as portas do roupeiro, tornou-se prioridade.

Quando desenhei o primeiro layout, ou seja, a distribuição dos móveis nos ambientes, esse armário  não estava planejado. Na verdade surgiu quando decidi dividir o banheiro que era enorme e criar um lavabo.

No detalhamento é onde colocamos as medidas exatas de acordo com a medição da obra. Decidimos se os móveis terão prateleiras, gavetas, como serão os puxadores. Se o acabamento será mdf revestido de laminado melamínico ou madeira, ou se vai receber pintura. E depois encaminhamos ao marceneiro. Com tudo definido evitamos problemas futuros.

 

Tenho preenchido muitos cadernos com meus estudos dos últimos anos. 

Conhece o Murilo Gun? Comediante, palestrante e criador da Keep Learning School. Ano passado, assim que entramos em quarentena, ele disponibilizou gratuitamente um dos seus cursos, o Reaprendizagem Criativa. São vários módulos apresentados em vídeos previamente gravados. Tem material impresso e várias dicas de leitura também. Aproveite que além deste, outros cursos ainda estão gratuitos. O Murilo é um comunicador nato, o curso é de fácil entendimento e serve para qualquer área, não apenas desenho, arte, como imaginamos quando o assunto é criatividade.

Bacia cheia numa manhã de colheita. 

O verão é uma estação muito aguardada por mim, além do calor, da cidade mais vazia e das "férias", é época de goiaba, a minha fruta favorita. 

Este ano elas estão dando aos montes. Não me recordo de ter visto um ano assim, com tantas e enormes. Congelamos, comemos e damos aos vizinhos, os passarinhos e abelhas também usufruem dessa maravilha. Quem nunca colheu uma fruta do pé deveria experimentar...tem gosto de sol - como disse a querida crocheteira Molla Mills quando falou das frutas brasileiras. 


  
Pé carregado e goiaba vermelha deliciosa (nem todas são assim, muitas tem bichinhos, afinal aqui é tudo orgânico, zero agrotóxico).


Comecei a ler Dona Bárbara, de Rómulo Gallegos, mais um livro do qual participei do financiamento coletivo. Você sabe como funciona um financiamento coletivo? Uma editora ou um escritor, faz um orçamento de quanto fica para a impressão de um livro. Este livro é colocado a venda antes mesmo de ser feito, ou seja, as pessoas interessadas compram a ideia e se o valor atingir a meta estipulada, o livro entra em produção. Caso não atinja, o dinheiro é devolvido. Já participei de alguns e até hoje todos foram publicados. É uma forma de ajudar os pequenos empreendedores e garantir bons livros para sua biblioteca.

O hábito de ler após o almoço para tomar um pouco de sol, 
ganhei na quarentena e pretendo levar para a vida.

Estou assistindo a série Vikings. Comecei final do ano passado (nunca fui de maratonar, por isso tenho muita série para assistir ainda). Terminei a 3a temporada, e gosto muito desse tipo de série de época. Observo as cidades, os costumes, as roupas, as comidas. Acho bem interessante.

Até semana que vem.






Comentários

  1. Oi Andrea!
    Já morei, quando era criança, em casas que no quintal tinha pé de goiaba era uma delicia! eu minhas irmãs colhiamos e minha mãe fazia suco e goiabada era muito bom!
    a série Vikings, assisti apenas a primeira temporada, mas eu não me animei a continuar. uma série que sou fã no momento é Outlander, se puder assistir.Recomendo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janaina, tudo bem? É um privilégio de ter árvores frutíferas no quintal de casa, né?
      Eu assiti Outlander já faz tempo, e apesar do drama eu amei muito. A partir da 4a temporada desanimei um pouco, acho que acontece sempre que as séries vão mudando o rumo, os personagens vão crescendo e outros surgindo...nem sempre fica melhor. Obrigada pelo carinho. Beijo

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Presépio de Crochê

Faz alguns anos que desejo fazer um presépio de crochê para mim, e sempre penso que vou começar em janeiro, para que no final do ano ele esteja pronto. Acontece que janeiro é sempre mais agitado, depois vem carnaval e quando você percebe já acabou o ano. Meu presépio montado, estou bem feliz com o resultado. Não imaginei como esse projeto traria tanta alegria para minha casa. E neste 2019 não foi diferente, ou melhor, foi. Janeiro passou, chegou o meio do ano e nada de presépio. Mas um dia, no final de setembro decidi começar a crochetar o meu. Bastou dar os primeiros pontos para que eu tivesse disposição e assim foi. Antes mesmo de novembro terminar eu já estava com oito personagens prontos, que ao meu ver são os essenciais.             Alguns registros que fiz na execução dos três reis magos. Ontem, primeiro de dezembro montei meu presépio de crochê, usei uma base de mdf pintada (feita por mim que vai entrar na loja) para o fundo, e ficou lindo! Não imaginei como e

Presente de Aniversário - Aula Com a Lugastal

Segunda foi meu aniversário, e não consegui preparar nenhum post com antecedência - aliás isso está virando uma constante na minha vida de aspirante a blogueira. E não é porque não estou produzindo nada para compartilhar, muito pelo contrário estou numa fase super produtiva, mas não estou conseguindo me organizar para preparar os posts, aliás é preciso fotografar, passar as fotos para o computador, tratar as fotos, digitar o texto, é um trabalhinho considerável, que eu adoro, só não estou dando tanta prioridade neste momento. Um mar de Lindas! E só a minha de calça e blusa!  Algumas fotos são minhas, outras da Lu e das meninas Mas vamos o melhor dessa semana, rever minha querida amiga Lu Gastal. Quem está aqui há mais tempo sabe como eu e a Lu somos parceiras. Nos conhecemos num Patch Encontro promovido por ela em 2014 e desde então foram tantos eventos, feiras, aulas, passeios juntas. Quanta coisa boa tem acontecido comigo nos últimos tempos.              Quanto carinh

A Chita É Chique?

Para inaugurar essa nova etapa do blog, nada melhor que começar com um post bem colorido e cheio de histórias. Quem não conhece a chita, não é mesmo? Esse tecido mega colorido que era considerado de baixa qualidade, e agora começa a ganhar novos ares e novos lares também. Digo era, porque numa pesquisa rápida, descobri que tem estilista produzindo peças incríveis com ela, vem comigo. Quem me conhece um pouco mais sabe que adoro livros, e sempre dou uma olhadinha nas livrarias para conhecer as novidades. Numa destas, encontrei esse daqui: Uma Festa de Cores Memórias de um Tecido Brasileiro, que logo me chamou a atenção pelas cores. Ele conta a trajetória da chita no Brasil e como aqui se fez presente em muitos lares brasileiros. Os desenhos (ou melhor, colagens) são de Anna Gobel, com textos de Ronaldo Fraga. Não tive dúvida, comprei na hora! "Estampas falam, cores suspiram...mas só a chita canta e dança." Algumas páginas do livro, as imagens foram feitas com pedaç