Pular para o conteúdo principal

Nossa Impressora 3D

Olá,

Numa das nossas conversas, eu e meu namorado, comentamos sobre ter uma impressora 3d assim que os preços fossem mais acessíveis. Desde que essa novidade apareceu achei incrível e pensei o quanto seria útil na minha época de faculdade, me ajudaria e muito nas inúmeras maquetes que fiz de papel. Mas os tempos são outros, a faculdade acabou e recentemente não me via mais empolgada em ter uma.



Mas ele sim. E acabou comprando final do ano passado da China o modelo Prusa i3 P802M. Ela veio inteira desmontada e levou alguns bons meses para chegar. Apesar de ter pago todos impostos, ela ainda foi taxada quando chegou em solo brasileiro.

Depois do estresse inicial para receber, pagar...partimos para a montagem. Seguimos todos os passos de acordo com o arquivo enviado. Levamos alguns dias (fizemos nos finais de semana apenas) para finalizar a estrutura da impressora. Faltava ajustar as placas, conectar cabos e mais uns dias para o eletricista fazer uma tomada aterrada.


vídeo mostrando a montagem e a peça impressa.

E a hora do teste chegou. Tivemos problemas no aquecimento da impressora. Ela precisa atingir mais de 200° para que o fio de "plástico" se derreta e comece a impressão. Eu não tenho conhecimentos nesta área, meu namorado estudou eletrônica quando era mais novo e tem usado estas informações, o que tem nos ajudado muito. O nivelamento da base é item fundamental para que a impressão seja bem feita. E como é difícil chegar nele. Ajusta daqui e dali e o teste foi feito, apesar de não ter ficado com a base muito certinha, deu certo.

Testes feitos, agora vamos "brincar" de verdade e sentir se o investimento valeu.

Partimos agora para criar as nossas próprias peças e como já tenho experiência em programas de modelagem, usei o autocad e o scketchup e não tive dificuldades para a execução. Mas o nivelamento da base ainda não estava ok e foram muitas tentativas até sair a peça. Ela não ficou perfeita, a base de um dos lados desnivelou e a peça não ficou plana. Mas saiu e ficamos bem felizes!

A conclusão que chegamos é que precisa de algum conhecimento prévio para fazer a montagem completa dela e chegar na impressão perfeita. Ainda não atingimos a meta que é produzir peças bem acabadas, mas estamos evoluindo e tudo na vida é estudo e paciência. Futuramente pretendo fazer novos posts mostrando como aprimoramos nossas impressões, aguardem!




Comentários

  1. Muito interessante! teste de paciência essa montagem heim.. Rs parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, nem fala. Foi bem trabalhoso mesmo, dei uma resumida no vídeo. Claro que você pode comprar ela já montada, mas o preço é outro. Estamos evoluindo, está sendo bem divertido testá-la. Beijos e obrigada por sua visita

      Excluir
  2. uau, Andrea! vocês foram ótimos na montagem, parece super complicado e confesso que desanimei um pouco, pois acho que não teria essa destreza...rsrsrs... mas vou ficar acompanhando suas postagens sobre a impressora. Acho que nunca vi uma dessas caseira! Torço para que elas se tornem cada vez mais acessíveis. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Carina, foi bem demorado esse processo. Caso você não tenha tanto conhecimento na área, aconselho comprar uma que vem montada já.
      Os preços estão caindo mesmo, acho que em breve a qualidade vai melhorar também.
      Beijos

      Excluir
  3. Não tenho mais coragem de comprar coisas da China, a minha última encomenda saiu mais caro que se estivesse comprado aqui no Brasil, fora estresse e trabalho de ir buscar. Agora só se o dólar cair muito mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre comprei coisas de baixo valor, mas arriscamos e veio certinho. Demorou e pagamos a taxa, mas saiu mais barato do que tivéssemos comprado aqui no Brasil. Acho que valeu a pena. Beijo

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Presépio de Crochê

Faz alguns anos que desejo fazer um presépio de crochê para mim, e sempre penso que vou começar em janeiro, para que no final do ano ele esteja pronto. Acontece que janeiro é sempre mais agitado, depois vem carnaval e quando você percebe já acabou o ano. Meu presépio montado, estou bem feliz com o resultado. Não imaginei como esse projeto traria tanta alegria para minha casa. E neste 2019 não foi diferente, ou melhor, foi. Janeiro passou, chegou o meio do ano e nada de presépio. Mas um dia, no final de setembro decidi começar a crochetar o meu. Bastou dar os primeiros pontos para que eu tivesse disposição e assim foi. Antes mesmo de novembro terminar eu já estava com oito personagens prontos, que ao meu ver são os essenciais.             Alguns registros que fiz na execução dos três reis magos. Ontem, primeiro de dezembro montei meu presépio de crochê, usei uma base de mdf pintada (feita por mim que vai entrar na loja) para o fundo, e ficou lindo! Não imaginei como e

Presente de Aniversário - Aula Com a Lugastal

Segunda foi meu aniversário, e não consegui preparar nenhum post com antecedência - aliás isso está virando uma constante na minha vida de aspirante a blogueira. E não é porque não estou produzindo nada para compartilhar, muito pelo contrário estou numa fase super produtiva, mas não estou conseguindo me organizar para preparar os posts, aliás é preciso fotografar, passar as fotos para o computador, tratar as fotos, digitar o texto, é um trabalhinho considerável, que eu adoro, só não estou dando tanta prioridade neste momento. Um mar de Lindas! E só a minha de calça e blusa!  Algumas fotos são minhas, outras da Lu e das meninas Mas vamos o melhor dessa semana, rever minha querida amiga Lu Gastal. Quem está aqui há mais tempo sabe como eu e a Lu somos parceiras. Nos conhecemos num Patch Encontro promovido por ela em 2014 e desde então foram tantos eventos, feiras, aulas, passeios juntas. Quanta coisa boa tem acontecido comigo nos últimos tempos.              Quanto carinh

A Chita É Chique?

Para inaugurar essa nova etapa do blog, nada melhor que começar com um post bem colorido e cheio de histórias. Quem não conhece a chita, não é mesmo? Esse tecido mega colorido que era considerado de baixa qualidade, e agora começa a ganhar novos ares e novos lares também. Digo era, porque numa pesquisa rápida, descobri que tem estilista produzindo peças incríveis com ela, vem comigo. Quem me conhece um pouco mais sabe que adoro livros, e sempre dou uma olhadinha nas livrarias para conhecer as novidades. Numa destas, encontrei esse daqui: Uma Festa de Cores Memórias de um Tecido Brasileiro, que logo me chamou a atenção pelas cores. Ele conta a trajetória da chita no Brasil e como aqui se fez presente em muitos lares brasileiros. Os desenhos (ou melhor, colagens) são de Anna Gobel, com textos de Ronaldo Fraga. Não tive dúvida, comprei na hora! "Estampas falam, cores suspiram...mas só a chita canta e dança." Algumas páginas do livro, as imagens foram feitas com pedaç