Pular para o conteúdo principal

Como Decorar - Quadros e Objetos

Você gosta de quadros? De objetos decorativos?

Atualmente o que mais temos visto nos fundos das reuniões on line são estantes repletas de livros, paredes com quadros e vasos com plantas. Acredito que isso já vem de muito tempo, mas não podemos negar que o homeoffice favoreceu muito a preocupação com a decoração da casa.

Poster que comprei no Masp após visitar a exposição História das Mulheres . Foi a primeira vez que vi na lojinha, é muito legal trazer algo da exposição e com valor bem acessível.

Existem aquelas pessoas que vão investindo nessas peças ao longo da vida, mesmo antes de terem a própria casa. E aquelas que se mudam e não tem nada, e muitas esperam que o arquiteto/decorador as ajudem. Mas não funciona bem assim...

Este poster adquiri essa semana na mesma lojinha do Masp. Por enquanto não vi esse 
tipo de material sendo vendido em outros museus paulistanos.

Não tenha pressa. Só você pode saber que tipo de desenho, gravura e objetos te agradam. O arquiteto/decorador pode te orientar na composição, mas essa escolha deve ser feita pelos moradores da casa. Pense nisso.

Vá sentindo o espaço. Abra os armários, veja objetos antigos, heranças de família que possam ficar bonitas expostas num aparador, numa estante. Isso é muito comum de acontecer, e ainda traz o valor sentimental agregado, e acima de tudo são atemporais. 

Original feito pela Claudia Fajkarz. Talvez você não a conheça pelo sobrenome, 
mas junto com a Andrea Onishi fizeram o blog craft mais 
famoso de todos os tempos, o Superzíper.

Pedaço de mdf com pintura de letra feito pelo Filipe Grimaldi
Um dia entro no meu instagram e vejo que ele vendia quatro peças com 
dizeres diferentes, e consegui comprar essa. 

Outra dica é comprar em feiras de artesanato. Atualmente elas acontecem on line, o que facilita para você adquirir sem sair de sua cidade. Nelas você conhece o próprio artista, que na maioria das vezes está atrás do stand, contando sua história, explicando suas obras. É no mínimo inspirador.

Não tem como investir financeiramente? Olha a dica, cartões postais são ótimos para decorar, pode enquadrar vários num mesmo quadro, ou fazer composições e colar direto na parede com fita. Fica moderno e muito charmoso.

 
Postais de trouxe da exposição da Hilma Klint e recortes de revista também são ótimas 
opções para decorar sem gastar muito.

Feiras de antiguidades, comuns em muitas cidades, como a feira da Praça Benedito Calixto ou a do Bexiga, bem tradicionais aqui em São Paulo. Lojas de usados também são uma ótima oportunidade de comprar um vaso bacana, um quadro, até mesmo uma luminária, uma mesinha lateral.

Coleção de posters que adquiri há pouco, são imagens da cidade nos últimos 100 anos, registradas pelos fotógrafos da Folha de São Paulo. Cada volume vem com um livro e um poster, achei ótimos  para emoldurar e decorar.

Se você pode investir um pouco mais, existem leilões onde encontramos peças raras, de artistas renomados, basta pesquisar um pouco que sempre aparecem boas oportunidades.

Xilogravura que trouxe de Assis, na Itália. Um original feito por um
artista local tem muito valor agregado, e o preço bem acessível. 
Deveria ter trazido mais.

Viajar não é uma opção nos dias atuais, mas quando for possível, trazer pequenas lembranças de viagens são ótimas para decorar e nos fazer lembrar daqueles momentos felizes.

Minha aquisição mais recente é esta gravura em metal. O original foi feito pelo Vinicius Almeida, artista que foi meu professor num curso de gravura feito ano passado. Fiquem atentas ao instagram dele pois ainda existem alguns para venda. 

Adquira peças de artistas independentes, normalmente os valores são mais acessíveis e você consegue objetos diferenciados, muitas vezes exclusivos e ainda sustenta essa cadeia de profissionais que acabam tendo dificuldades para divulgar sua arte.

Outra dica que não custo praticamente nada, somente o pão de queijo que comi no café da Pinacoteca. Esta folha estava sobre a bandeja e eu rapidamente retirei e guardei para enquadrar.

Eu sou do time que adquire objetos há muitos anos, só falta colocar na parede. E você, me conta como decora a sua casa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presépio de Crochê

Faz alguns anos que desejo fazer um presépio de crochê para mim, e sempre penso que vou começar em janeiro, para que no final do ano ele esteja pronto. Acontece que janeiro é sempre mais agitado, depois vem carnaval e quando você percebe já acabou o ano. Meu presépio montado, estou bem feliz com o resultado. Não imaginei como esse projeto traria tanta alegria para minha casa. E neste 2019 não foi diferente, ou melhor, foi. Janeiro passou, chegou o meio do ano e nada de presépio. Mas um dia, no final de setembro decidi começar a crochetar o meu. Bastou dar os primeiros pontos para que eu tivesse disposição e assim foi. Antes mesmo de novembro terminar eu já estava com oito personagens prontos, que ao meu ver são os essenciais.             Alguns registros que fiz na execução dos três reis magos. Ontem, primeiro de dezembro montei meu presépio de crochê, usei uma base de mdf pintada (feita por mim que vai entrar na loja) para o fundo, e ficou lindo! Não imaginei como e

Presente de Aniversário - Aula Com a Lugastal

Segunda foi meu aniversário, e não consegui preparar nenhum post com antecedência - aliás isso está virando uma constante na minha vida de aspirante a blogueira. E não é porque não estou produzindo nada para compartilhar, muito pelo contrário estou numa fase super produtiva, mas não estou conseguindo me organizar para preparar os posts, aliás é preciso fotografar, passar as fotos para o computador, tratar as fotos, digitar o texto, é um trabalhinho considerável, que eu adoro, só não estou dando tanta prioridade neste momento. Um mar de Lindas! E só a minha de calça e blusa!  Algumas fotos são minhas, outras da Lu e das meninas Mas vamos o melhor dessa semana, rever minha querida amiga Lu Gastal. Quem está aqui há mais tempo sabe como eu e a Lu somos parceiras. Nos conhecemos num Patch Encontro promovido por ela em 2014 e desde então foram tantos eventos, feiras, aulas, passeios juntas. Quanta coisa boa tem acontecido comigo nos últimos tempos.              Quanto carinh

A Chita É Chique?

Para inaugurar essa nova etapa do blog, nada melhor que começar com um post bem colorido e cheio de histórias. Quem não conhece a chita, não é mesmo? Esse tecido mega colorido que era considerado de baixa qualidade, e agora começa a ganhar novos ares e novos lares também. Digo era, porque numa pesquisa rápida, descobri que tem estilista produzindo peças incríveis com ela, vem comigo. Quem me conhece um pouco mais sabe que adoro livros, e sempre dou uma olhadinha nas livrarias para conhecer as novidades. Numa destas, encontrei esse daqui: Uma Festa de Cores Memórias de um Tecido Brasileiro, que logo me chamou a atenção pelas cores. Ele conta a trajetória da chita no Brasil e como aqui se fez presente em muitos lares brasileiros. Os desenhos (ou melhor, colagens) são de Anna Gobel, com textos de Ronaldo Fraga. Não tive dúvida, comprei na hora! "Estampas falam, cores suspiram...mas só a chita canta e dança." Algumas páginas do livro, as imagens foram feitas com pedaç