Minhas Primeiras Tintas Naturais

Depois de fazer o curso de tintas naturais com a Maibe - Mattricaria, faltava fazer em casa, as minhas próprias tintas, e comecei com as feitas com casca de cebola, mas acessíveis.

Começar a fazer pouco depois do curso foi bem importante, conforme o tempo passa a gente vai deixando de lado mesmo, vai batendo a preguiça, comigo acontece como com você (início do ano fiz o curso de papel marchê, trouxe a sobra para continuar em casa, faltava fazer a cola e até hoje não peguei nisso, está na geladeira e tem validade de seis meses...).

Dois tons de eucalipto, açafrão e hibisco. Cores lindas que a natureza nos oferece.

Com  a cebola consegui duas tonalidades diferentes e fiz bons testes com elas. A próxima que eu queria fazer era eucalipto. Comprei no Mercado da Lapa (aqui em SP tem alguns mercados grandes, como o Mercadão do Centro, com grande variedade de produtos), um maço de folhas e deixei secando na cozinha, junto comprei um saquinho de flor de hibisco, a mesma que compramos para fazer chá.

  

    
Os pigmentos sendo preparados.

Separei uma tarde para fazer algumas tintas, já que é preciso ficar de olho no fogão e eu ganharia tempo fazendo mais de uma. Além do eucalipto e do hibisco, sempre tem na geladeira de casa açafrão em pó. Minha tia faz todo o processo de secagem, bate no liquidificador e vira um pozinho que ela usa para colorir a comida. Aliás passei a minha infância comendo arroz amarelo! Me lembro de morrer de vontade de um arroz branquinho, hahaha, mas em casa era sempre colorido.

      
O tecido também precisa ir para a panela. 
E os meus primeiros testes com as tintas de cebola.

Depois de um pouco de dedicação - tudo que é feito a mão precisa desse tempo - eu tinha cinco cores de tinta para me divertir! O tecido para receber essa pintura teve que ser previamente preparado. Ou seja, é muito mais complexo fazer essa transição para tintas naturais do que eu imaginava.

Peças secando...adoro ver os resultados.

As cores ficam lindas e isso compensa qualquer trabalho. O cheiro varia, alguns são neutros, outros deliciosos como o hibisco, até a cebola que fica um pouco mais forte não incomoda tanto como as tintas sintéticas.

A primeira ecobag pronta. 
Ideal para ir a padaria e comprar o café da manhã.

 Ainda são testes, mas já me arrisquei a fazer algumas estampas novas e pretendo sim fazer essa mudança, mas será bem gradual.

Comentários

Postagens mais visitadas