Pular para o conteúdo principal

2018! Que Ano!

Olá,

E 2018 está acabando. Um turbilhão de coisas aconteceram e para mim ele durou uns três. No finalzinho de 2017 - ano que cuidei da saúde, e investi muito em algo que não deu certo - comecei a pensar em 2018, em cuidar melhor da minha loja, da minha marca e me dedicar ao trabalho artesanal que tantas alegrias me proporciona.

Self que tirei na grama do Parque Buenos Aires, no aniversário das queridas Claudia e Kátia. Gostei dessa foto, estou usando um vestido que fiz, com pins que me representam e comprei de pessoas que admiro, o cabelo tá bagunçado - não ando bem com a juba, rs - a colcha eu ganhei de uma tia que trouxe do interior de Minas, é toda feita a mão com retalhos, ou seja, tudo em harmonia com o que acredito. Feliz esperando 2019!

Mas logo em janeiro comecei um projeto de arquitetura grande, e foram setes meses envolvida nele, sem feriados, sem viagens, sem sair praticamente de casa. E por estar cansada, um dia decidi que colocaria em prática um projeto antigo, de fazer uma bolsa com as estampas criadas por mim. Todo ano olho minhas metas e sempre tem um item relacionado a isso. E assim fiz. Num primeiro momento foram cinco ou seis bolsas. Mostrei nos stories, levei no encontro com as amigas e  a partir desse momento as coisas começaram a fluir.

Me lembro como se fosse hoje, levei ao encontro de amigas uma necessaire grande que estampei, queria mostrar para a Paula, minha amiga super tricoteira, para ela dar a opinião sobre o tamanho e tal. Nosso encontro foi na Novelaria, estávamos só nós duas, quando uma das sócias elogiou minha camiseta (que eu também havia estampado), e rapidamente a Paula disse que eu quem havia feito e foi mostrando minhas sacolas e necessaires para ela.

A resposta foi positiva e imediata! Desde então as minhas peças podem ser encontradas por lá. Fiquei feliz demais com o reconhecimento do meu trabalho. E a partir daí foi uma sucessão de coisas boas. A Dani da Maison Rustique também tem papel importante nessa caminhada. Ela me sugeriu uma parceria para o Retiro Eco Crochê. E foi muito sucesso. Logo depois teve Mega Artesanal, e eu nunca trabalhei tanto fazendo minhas peças como nestes meses. Vocês não imaginam o tamanho da minha alegria!

O trabalho ia de vento em polpa, mas em paralelo, minha tia e minha mãe ficaram doentes. Foram momentos de muita aflição, fechei a loja por uns dias... mas agora as coisas já estão voltando ao normal. Minha tia está super bem e minha mãe ainda se recupera , mas em breve estará curada.

Estes foram apenas alguns acontecimentos, num ano que teve greve dos caminhoneiros, teve Copa do Mundo, eleições, entre outras coisas pessoais.

E o que tiro de lição? Que é muito melhor viver em movimento. Independente do que seja, o importante é seguir, não ficar parada - como me sentia em 2017. E apesar de tudo, foi um ano bom. Consigo olhar para trás e ver coisas boas acontecendo. E quero que 2019 seja ainda mais promissor. Tenho muitas expectativas com relação a ele.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presépio de Crochê

Faz alguns anos que desejo fazer um presépio de crochê para mim, e sempre penso que vou começar em janeiro, para que no final do ano ele esteja pronto. Acontece que janeiro é sempre mais agitado, depois vem carnaval e quando você percebe já acabou o ano. Meu presépio montado, estou bem feliz com o resultado. Não imaginei como esse projeto traria tanta alegria para minha casa. E neste 2019 não foi diferente, ou melhor, foi. Janeiro passou, chegou o meio do ano e nada de presépio. Mas um dia, no final de setembro decidi começar a crochetar o meu. Bastou dar os primeiros pontos para que eu tivesse disposição e assim foi. Antes mesmo de novembro terminar eu já estava com oito personagens prontos, que ao meu ver são os essenciais.             Alguns registros que fiz na execução dos três reis magos. Ontem, primeiro de dezembro montei meu presépio de crochê, usei uma base de mdf pintada (feita por mim que vai entrar na loja) para o fundo, e ficou lindo! Não imaginei como e

Presente de Aniversário - Aula Com a Lugastal

Segunda foi meu aniversário, e não consegui preparar nenhum post com antecedência - aliás isso está virando uma constante na minha vida de aspirante a blogueira. E não é porque não estou produzindo nada para compartilhar, muito pelo contrário estou numa fase super produtiva, mas não estou conseguindo me organizar para preparar os posts, aliás é preciso fotografar, passar as fotos para o computador, tratar as fotos, digitar o texto, é um trabalhinho considerável, que eu adoro, só não estou dando tanta prioridade neste momento. Um mar de Lindas! E só a minha de calça e blusa!  Algumas fotos são minhas, outras da Lu e das meninas Mas vamos o melhor dessa semana, rever minha querida amiga Lu Gastal. Quem está aqui há mais tempo sabe como eu e a Lu somos parceiras. Nos conhecemos num Patch Encontro promovido por ela em 2014 e desde então foram tantos eventos, feiras, aulas, passeios juntas. Quanta coisa boa tem acontecido comigo nos últimos tempos.              Quanto carinh

A Chita É Chique?

Para inaugurar essa nova etapa do blog, nada melhor que começar com um post bem colorido e cheio de histórias. Quem não conhece a chita, não é mesmo? Esse tecido mega colorido que era considerado de baixa qualidade, e agora começa a ganhar novos ares e novos lares também. Digo era, porque numa pesquisa rápida, descobri que tem estilista produzindo peças incríveis com ela, vem comigo. Quem me conhece um pouco mais sabe que adoro livros, e sempre dou uma olhadinha nas livrarias para conhecer as novidades. Numa destas, encontrei esse daqui: Uma Festa de Cores Memórias de um Tecido Brasileiro, que logo me chamou a atenção pelas cores. Ele conta a trajetória da chita no Brasil e como aqui se fez presente em muitos lares brasileiros. Os desenhos (ou melhor, colagens) são de Anna Gobel, com textos de Ronaldo Fraga. Não tive dúvida, comprei na hora! "Estampas falam, cores suspiram...mas só a chita canta e dança." Algumas páginas do livro, as imagens foram feitas com pedaç