Presentes Que Trazem Lembranças

Todo ano procuro fazer os presentes de natal para minha família. Você já deve ter visto por aqui aventais de mamãe noel bordados com os nomes das minhas tias, bastidores bordados, bolsas e sacolas, xilogravuras e muito mais.

A escolha do que fazer depende de tantos fatores, mas gosto principalmente de pensar na pessoa que vai receber, gosto de criar para alguém, pensar nela enquanto faço o presente. E cada ano é um ano, às vezes tenho ideias mas não tenho tempo de executá-las, outras tenho mais tempo mas não sei o que fazer - acontece com todo mundo. Mas uma coisa é certa, ter repertório é o melhor para ativar sua mente no momento da criação.

Com a parede de azulejos ao fundo e a lembrança nas mãos.

Estou fazendo uma reforma de cozinha e tenho visto inúmeros revestimentos nos últimos meses. Fui a feiras, a exposições e a lojas, assisto vídeos e vejo o que estão usando. Sigo os lançamentos das grandes marcas, e das pequenas também.

Numa das minhas visitas ao outlet da Colormix, encontrei uns azulejos de casinhas, feitos a mão na Itália, coisa mais linda. Só tinham 11 peças lá, e eu comprei todas, ainda sem saber direito o que fazer com elas. A ideia seria complementar com outros azulejos, mas procurei muito e não encontrei nada do tamanho deles. Por serem feitos a mão, existe essa diferença de padrão com os revestimentos de fábrica.

Visitando a exposição Casa na Oca, eu vi várias azulejos fazendo parte da decoração, ou pendurados como quadros, ou assentados diretamente na parede e comecei a me animar a usar os meus de casinha de outra forma. Vendo um vídeo no youtube, uma moça ganhou um quadro de ladrilhos hidráulicos, e ficou muito lindo. Fui conhecer o espaço da Calu Fontes - que faz azulejos artesanais maravilhosos - e encontrei bandejas e tábuas de frios com azulejos aplicados. Ou seja, em momentos diferentes do meu ano o azulejo esteve presente na minha rotina...e então o presente não poderia ser diferente.

No porão da minha casa existem várias sobras dos azulejos, todos que foram usados aqui. Como vocês sabem, a maioria deles é azul inclusive meu ateliê. Isso me incomodava antigamente, mas hoje em dia eu gosto muito. Essa casa era dos meus tios, eles que construíram. Moraram aqui muitas pessoas - 2, depois 6, 7 pessoas e por fim estamos apenas eu e minha mãe.

Usei um mdf revestido de laminado, que deixa mais resistente. 

Nestes anos todos, além de nós, muitos primos, tios e pessoas queridas passaram por aqui. São anos de bons momentos e outros não tão bons assim, mas que fazem parte da minha história. Da história da minha família.

Decidi pegar um azulejo e encaixar numa madeira e fazer um porta panelas - ou objeto de decoração -e dar de presente para essas pessoas que fizeram parte destes momentos. Escrevi uma cartinha, explicando a intenção, e a resposta foi tão incrível, tão emocionante, e na verdade o presente mais simples que fiz até hoje (gastei zero com o azulejo e usamos a máquina para cortar mdf que já tinha em casa) foi o que mais trouxe lembranças e emoções para minhas primas.

Post lindo feito pela minha prima Marta. Mamis também faz presentes artesanais.

Pensem nisso, o maior presente pode ser as recordações que as pequenas coisas trazem. Meus tios ainda estão vivos e saudáveis, a casa ainda está em pé, mas não sabemos por quanto tempo. E ter um pedacinho daqui de recordação foi a maneira que encontrei de trazer de volta a magia do natal.








Comentários

Postagens mais visitadas