Tingimento Natural

Olá,

Sábado finalmente consegui fazer uma aula de tingimento natural. Há muito venho me interessando por estamparia manual e o tingimento engloba este aprendizado que estou buscando.

A aula foi no espaço do Banco de Tecido, local escolhido pela Fabíola do Studio Trinca, já que tem tudo a ver com sustentabilidade e reaproveitamento de tecidos.

  
Os da esquerda foram testados no algodão 100%, sendo o amarelo a Cúrcuma e abaixo as flores. Os da direita na seda. Acima o tecido tingido com a beterraba ficou num tom offwhite, coloquei ao lado um tecido branco para comparação. E abaixo a mesma técnica com as flores. Resultados praticamente iguais nos dois tecidos.

O curso foi dividido em dois períodos, pela manhã tivemos aula teórica, vídeos e discussões sobre moda, ecologia, questões sociais, econômicas, consumismo e o que algumas empresas e pessoas vem fazendo para evitar o consumo exagerado. O Ecoera também foi citado, já falei da Chiara aqui e vale conhecer o trabalho dela.

      
Vestido tingido manualmente pela Fabíola. Uma das inúmera possibilidades que esta técnica oferece. Ao lado os tecidos sendo tingidos com cúrcuma e com beterraba, na parede os testes prontos.

A tarde foi dedicada ao tingimento propriamente dito. Usamos duas técnicas, a primeira usando a cúrcuma e a beterraba com a imersão em água quente. A segunda foi o shibori, feito com flores e vapor. Dois tipos de tecido também foram testados, o algodão 100% e a seda.

Flores para a técnica do shibori, e os rolinhos de tecido já prontos.

Este foi o meu primeiro contato com este tipo de técnica. Saí do curso com bastante informação e com a vontade de pesquisar mais e me aprofundar nos materiais e tecidos que podemos usar.

Tecidos retirados do vapor e desenrolados, as flores dão um colorido lindo. 

Sábado que vem terá mais uma turma, se alguém se interessar, pode entrar em contato com a Fabíola. Uma figurinista carioca muito divertida e inteligente, que busca propagar o conhecimento e transformar nosso mundo num lugar melhor para se viver.



Comentários

Postagens mais visitadas