Dia dos Pais - Minhas Recordações

Dia dos Pais chegando e estou a quase oito anos sem o meu. Sempre é um período difícil, o tempo todo somos bombardeados com propagandas ofertando presentes e as lembranças aparecem.

No começo era bem mais complicado, hoje em dia a saudade ficou, mas sem tristeza. Pude conviver com meu pai até meus 34 anos, e isso é um privilégio pois muitos não tiveram essa oportunidade.

Foto antiga de papis comigo no colo.

Gostaria de voltar no tempo e lembrar de como o estudo era importante para ele. Meus pais se conheceram muito jovens, minha mãe com 17 anos e ele com 20. Os dois se formaram em pedagogia, e durante anos meu pai trabalhou com diretor de escola, era o que ele mais gostava. Eu sempre soube que faria uma faculdade, aqui em casa nunca houve a possibilidade de isso não acontecer.


Caixinha de madeira para guardar o giz e a tampa como apagador de lousa

Me lembrei dia destes de um apagador de madeira que era dele. Procurei e encontrei. É uma peça bem antiga, tem inclusive giz dentro. Meu pai deu aula por pouco tempo, ele gostava mesmo era da parte administrativa.

Detalhes dessa caixinha linda e cheia de recordações.

Minha mãe não se lembra de muitos fatos antigos, e eu também não tinha curiosidade de perguntar, parece que só quando perdemos é que nos atentamos as histórias antigas. É justamente por isso que desde que meu pai ficou doente, eu venho conversando mais com os meus tios, com meus familiares, perguntando sobre os meus ancestrais, sobre minha história. Essas informações acabam se perdendo...

Aproveitem o dia dos pais para conversarem mais sobre esses assuntos cotidianos com seus familiares, de como eram as coisas, de como se conheceram, como era a vida antigamente...






Comentários

Postagens mais visitadas