Pular para o conteúdo principal

Tratamentos Naturais - Pinda Chinesa

O que você tem feito pela sua saúde mental nesse período?

Durante a pandemia precisei marcar uma consulta e fazer exames. Eu fiquei muito preocupada com as idas e vindas do consultório/laboratório (foram três) e ainda bem que nada de mais grave aconteceu.

Pinda chinesa para massagens

Não quero estimular ninguém a nada, mas eu evito tomar remédios e sempre procuro maneiras naturais de curar as minhas dores/doenças. É óbvio que existem casos em que a alopatia é imprescindível, mas para as cólicas menstruais e enxaquecas, sempre vou atrás de métodos naturais.

Atualmente tenho encontrado nas redes sociais vários médicos que utilizam a medicina integrativa, e vejo os excelentes resultados. Pensando nisso marquei uma consulta online, a famosa telemedicina com uma dra. carioca, de quem sou muito fã, a Débora Rosa.

Foi ótimo o atendimento e ela me prescreveu muitos chás, compressas, vaporização, óleos essenciais, tudo para o tratamento dos meus sintomas. Além disso, me indicou outros profissionais voltados aos trabalhos naturais, como nutricionistas, acupunturistas...Gostei demais dessa experiência, ainda estou em tratamento e mais animada para buscar caminhos mais saudáveis para minha vida.

Há alguns anos comprei uma bolsa de gel que esquenta com um simples apertar de uma moeda que está dentro dela. Já mostrei nas redes sociais várias vezes, e é a 2a que tenho, uso muito e ajuda bastante naqueles dias de dores muito fortes. Outro item adquirido foi uma máscara térmica de sementes. Ela é ótima para as enxaquecas persistentes que tenho desde a infância. Existem outros produtos nessa loja, inclusive tentei comprar uma pinda, mas não havia mais.

Algodão cru, sal marinho grosso, ervas, óleos essenciais, barbante, tesoura e uma tira de tecido estampado.

E agora em que estou voltada para esse tratamento natural, me lembrei da pinda e busquei tutoriais na internet. Você sabe o que é uma pinda?

São saquinhos de algodão com sal, ervas e/ou óleos essenciais, que quando aquecidas, são utilizadas para massagear o corpo.

Usei algodão cru (30x30 cm), 1 1/2 xícara de sal marinho, ervas e óleos essenciais. Estou fazendo para mim com as ervas indicadas pela médica para compressa, e por isso não vou compartilhar quais são, acredito muito no poder das plantas e cada pessoa tem uma necessidade.

   
Coloque no algodão cru sal marinho, ervas e óleos essenciais.

Junta as quatro partes...

  
desta forma, amarre com um barbante

e vá dando voltas ao redor da sobra de tecido, apertando bem.

  
no final dê um nó e corte o excesso. Eu quis dar um charme e
 peguei uma tira de tecido estampado e fui cobrindo o barbante.

Pronto. Agora é esquentar a seco e massagear o corpo.


O aquecimento deve ser feito a seco, pesquisei alguns métodos, e estou usando uma forma aquecida, depois de retirada do forno, deixo a pinda alguns minutos sobre ela, até esquentar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presépio de Crochê

Faz alguns anos que desejo fazer um presépio de crochê para mim, e sempre penso que vou começar em janeiro, para que no final do ano ele esteja pronto. Acontece que janeiro é sempre mais agitado, depois vem carnaval e quando você percebe já acabou o ano. Meu presépio montado, estou bem feliz com o resultado. Não imaginei como esse projeto traria tanta alegria para minha casa. E neste 2019 não foi diferente, ou melhor, foi. Janeiro passou, chegou o meio do ano e nada de presépio. Mas um dia, no final de setembro decidi começar a crochetar o meu. Bastou dar os primeiros pontos para que eu tivesse disposição e assim foi. Antes mesmo de novembro terminar eu já estava com oito personagens prontos, que ao meu ver são os essenciais.             Alguns registros que fiz na execução dos três reis magos. Ontem, primeiro de dezembro montei meu presépio de crochê, usei uma base de mdf pintada (feita por mim que vai entrar na loja) para o fundo, e ficou lindo! Não imaginei como e

Presente de Aniversário - Aula Com a Lugastal

Segunda foi meu aniversário, e não consegui preparar nenhum post com antecedência - aliás isso está virando uma constante na minha vida de aspirante a blogueira. E não é porque não estou produzindo nada para compartilhar, muito pelo contrário estou numa fase super produtiva, mas não estou conseguindo me organizar para preparar os posts, aliás é preciso fotografar, passar as fotos para o computador, tratar as fotos, digitar o texto, é um trabalhinho considerável, que eu adoro, só não estou dando tanta prioridade neste momento. Um mar de Lindas! E só a minha de calça e blusa!  Algumas fotos são minhas, outras da Lu e das meninas Mas vamos o melhor dessa semana, rever minha querida amiga Lu Gastal. Quem está aqui há mais tempo sabe como eu e a Lu somos parceiras. Nos conhecemos num Patch Encontro promovido por ela em 2014 e desde então foram tantos eventos, feiras, aulas, passeios juntas. Quanta coisa boa tem acontecido comigo nos últimos tempos.              Quanto carinh

A Chita É Chique?

Para inaugurar essa nova etapa do blog, nada melhor que começar com um post bem colorido e cheio de histórias. Quem não conhece a chita, não é mesmo? Esse tecido mega colorido que era considerado de baixa qualidade, e agora começa a ganhar novos ares e novos lares também. Digo era, porque numa pesquisa rápida, descobri que tem estilista produzindo peças incríveis com ela, vem comigo. Quem me conhece um pouco mais sabe que adoro livros, e sempre dou uma olhadinha nas livrarias para conhecer as novidades. Numa destas, encontrei esse daqui: Uma Festa de Cores Memórias de um Tecido Brasileiro, que logo me chamou a atenção pelas cores. Ele conta a trajetória da chita no Brasil e como aqui se fez presente em muitos lares brasileiros. Os desenhos (ou melhor, colagens) são de Anna Gobel, com textos de Ronaldo Fraga. Não tive dúvida, comprei na hora! "Estampas falam, cores suspiram...mas só a chita canta e dança." Algumas páginas do livro, as imagens foram feitas com pedaç