Livros Para Aguçar Sua Criatividade, Será?

Estes dias estava olhando uns livros de criatividade, daqueles em que você deve escrever 10 filmes que gostou, 10 pessoas que te inspiram, ou daqueles mais ousados: - vá até a rua, observe alguém e faça um desenho sobre o que acabou de presenciar. Tenho alguns, só de bater o olho encontrei cinco! Nenhum está completo.

A gente vai acumulando e nem percebe. Nenhum deles está completo, 
no começo foi divertido e depois cansei.

Percebi que para mim este tipo de livro não funciona. Minha criatividade caminha de outra forma. Não existe fórmula mágica, apesar de terem aparecidos vários livros deste tipo - talvez signifique alguma coisa - mas cada um deve encontrar a sua maneira de relaxar, de criar.

   
O primeiro livro destes que eu conheci. Inclusive comprei a versão em inglês, pois ainda não existia em português. Logo depois vieram muitos, inclusive do mesmo autor. Este, por ser o primeiro, tem muitas páginas feitas, e foi divertido amassar páginas...

   
... jogar café, pisar nas páginas para limpar os sapatos.

Não faz muito tempo os livros de colorir vieram com tudo. Na época minha sobrinha tinha uns quatro/cinco anos e quem tem filhos sabe o quanto eles gostam de desenhar. E eu ficava bastante tempo com ela, a gente preenchia vários cadernos, pintando e desenhando. E nas minhas horas de lazer o que eu menos queria era colorir! Engraçado não? Funciona para alguns e para outros não. Tenho dois livros de colorir, me julguem!

Sair de casa, papear com amigos, ler livros de literatura, de assuntos variados, de arte e criatividade também, assistir a séries, a vídeos, fazer aulas presenciais e on line, visitar museus - e pegar os catálogos, sempre incríveis - essas são as maneiras que gosto de manter a minha mente ativa e criativa.

   
Comprei antes do Roube como um Artista (que aliás é ótimo). Eu não sabia como funcionava e acabei me decepcionando com este, que na verdade é um diário, como se fosse o seu caderninho de ideias, mas ao invés das páginas em branco, tem diretrizes para seguir.  

 De vez em quando preencho uma página, mas percebi que 
este tipo de livro não funciona mais para mim.

Talvez não funcione para você, mas o que ambos devemos concordar é que, fugir do tema central do seu trabalho é fundamental para que sua mente relaxe. Quando estou trabalhando muito com arquitetura, eu busco informações e vejo vídeo relacionados com o tema para pesquisa, não para hobby. Acredito que essa seja a grande diferença.


Comentários

Postagens mais visitadas